15 set 2020

Agora é um momento favorável para comprar imóveis? Saiba aqui!

Compartilhe:

A crise desencadeada pela pandemia de coronavírus faz muita gente se perguntar se esta é a melhor hora para adquirir um imóvel. Em momentos de incerteza como o atual, a maioria acaba optando por adiar o sonho da casa própria. 

No entanto, essa nem sempre é a decisão mais acertada, uma vez que o mercado imobiliário tem respondido à crise oferecendo algumas facilidades para você que não quer mais esperar para ter um lar todinho seu. 

O Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, é um bom exemplo disso. O programa, que já oferecia condições muito atrativas de financiamento antes da crise, agora, está com condições ainda mais especiais. 

Não está sabendo das novidades? Veja neste artigo tudo sobre o Minha Casa Minha Vida e saiba se você também pode se beneficiar do programa, que tem ajudado milhares de famílias a dizer adeus ao aluguel e ter uma vida mais tranquila!

 

Por que você não precisa esperar para adquirir o seu imóvel?

Antes de qualquer coisa, porque o imóvel é um dos investimentos mais seguros do mercado.

Os benefícios de adquiri-lo vão muito além de ter uma moradia fixa, afinal, ele proporciona também uma segurança financeira que não se encontra em qualquer outro investimento. 

Outro motivo é que, ao comprar uma casa ou apartamento, você estará construindo o seu patrimônio, o qual só valorizará com o tempo. 

Mas o principal motivo para investir em um imóvel o quanto antes é que, provavelmente, com a quantia que você paga de aluguel, seria possível pagar as parcelas de um imóvel que será seu para o resto da vida.

 

Como funciona o Minha casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida é uma oportunidade para que as pessoas possam adquirir uma unidade em conjuntos habitacionais financiados pela Caixa Econômica Federal

Por ser voltado a famílias de baixa renda, oferece condições atrativas de financiamento, com o subsídio de parte do valor do imóvel e prazo estendido para quitação, além das taxas de juros diferenciadas.

A iniciativa do Governo Federal é o que tem alavancado o mercado imobiliário nesse período, em que a maior parte dos compradores está insegura ou não tem muito para investir.  

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), atualmente, o MCMV é responsável por 79% dos lançamentos imobiliários e 71% das vendas no país.

 

Quem pode entrar num financiamento pelo Minha Casa Minha Vida? 

O programa atende a famílias com renda bruta de até R$ 7.000,00 mensais e, além das parcerias com governos estaduais e municipais, mantém parceria com construtoras para viabilizar os empreendimentos. 

A partir dessa estrutura, o MCMV já beneficiou milhares de famílias brasileiras, ajudando a diminuir o déficit habitacional nas áreas urbanas e contribuindo para o desenvolvimento do país. 

 

Conheça as modalidades de financiamento oferecidas pelo MCMV

O programa é dividido em quatro faixas de financiamento, que vão de acordo com a renda do comprador. Confira as condições e saiba se você se encaixa em alguma delas:

 

Faixa 1 

Na primeira faixa, estão as famílias com renda de até R$ 1800. Para elas, o financiamento pode ser feito em até 120 meses, com parcelas que vão  de R$ 80,00 a R$ 270,00, conforme a renda bruta familiar. O próprio  imóvel adquirido fica como garantia até a quitação do mesmo.

 

Faixa 1,5 

Nesta faixa, enquadram-se as pessoas com renda bruta de até R$ 2600.  Quem estiver nessa, tem acesso a um subsídio de até 47,5 mil reais, com taxas de juros de apenas 5% ao ano. O prazo para pagar é de 30 anos.

 

Faixa 2

Se sua renda é de até R$ 4.000,00, você entra nesta faixa. Aqui, há um subsídio no valor de até R$ 29.000,00.

 

Faixa 3

Quem estiver na faixa 3, com renda de até R$ 7.000, não tem direito ao subsídio, mas pode contar com taxas de juros bem reduzidas em comparação ao mercado tradicional.

 

Condições especiais para comprar o seu imóvel na crise

Os cidadãos de baixa renda, que são o público-alvo do MCMV, são também os mais afetados pela situação econômica causada pela pandemia. Milhões de pessoas perderam seus empregos ou tiveram redução de salários, o que, sem dúvida, afeta o planejamento financeiro familiar

Foi pensando nessas pessoas que a Caixa implementou uma carência de 6 meses para o pagamento das prestações, ou seja, se você adquirir um imóvel pelo MCMV agora, você só começará a pagar daqui a 180 dias. 

Agora, se você já havia garantido seu imóvel pelo programa e perdeu sua renda devido à crise, pode ficar tranquilo, porque a Caixa criou a Pausa Emergencial, em que é possível parar de pagar as parcelas por até quatro meses. Confira as condições e faça sua solicitação pelo app da Caixa.

Ainda não adquiriu o seu imóvel? A EMCCAMP é parceira do Minha Casa Minha Vida e pode te ajudar a conquistar o sonho da casa própria! Entre em contato com a gente!