minha casa minha vida
02 abr 2020

Minha casa minha vida: Em qual categoria você se encaixa?

Compartilhe:

Se você tem o sonho de comprar o primeiro imóvel, certamente já deve ter ouvido falar sobre o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), não é verdade?

A iniciativa do Governo tem como principal objetivo facilitar o processo de aquisição de propriedades residenciais para famílias de baixa renda. Para tanto, ele se divide em categorias.

Se você não sabe em qual categoria se enquadra no Minha Casa Minha Vida, continue a leitura para conferir mais detalhes sobre o assunto!

 

Como funciona o Minha Casa Minha Vida?

O Governo Federal criou o programa Minha Casa Minha Vida com a finalidade de ajudar quem pretende comprar um imóvel novo. Se você está procurando por financiamentos imobiliários, saiba que o MCMV pode ser a solução ideal.

Contudo, antes de mais nada, é preciso saber se você se enquadra nas categorias contempladas pelo Minha Casa Minha Vida, já que apenas famílias com renda mensal que não ultrapasse os R$ 7 mil por mês podem participar.

 

Quais são os benefícios do Minha Casa Minha Vida

O programa tem quatro formas diferentes de auxiliar no financiamento do imóvel, e as condições e exigências mudam de acordo com a faixa de renda. Entre os principais benefícios que ele oferece, podemos citar:

  • paga uma parte do imóvel para você;
  • reduz o valor do seguro que é cobrado em um financiamento habitacional;
  • paga uma parte da entrada do financiamento — ajuda conhecida como subsídio;
  • oferece taxas de juros inferiores às praticadas na maioria das instituições financeiras — o que influencia no valor das parcelas do financiamento.

 

Categorias do programa

Minha Casa Minha Vida 1 — Renda mensal até R$ 1,8 mil

Nessa categoria, o programa chega a pagar até 90% do valor de um imóvel novo. Além disso, as parcelas jamais serão superiores a 10% da renda mensal da família e o máximo de tempo que o financiamento poderá durar é 10 anos.

Minha Casa Minha Vida 2 — Renda mensal entre R$ 1,8 mil e R$ 7 mil

Nessa faixa orçamentária, há uma divisão que separa os benefícios que o Minha Casa Minha Vida costuma oferecer:

Entre R$ 1.800 e R$ 2.600

É possível obter uma ajuda do governo para pagar a entrada, no valor de até R$ 47.500, conseguir descontos no seguro ou até mesmo pagar uma taxa de juros inferior ao que os bancos comuns cobram.

Entre R$ 2.600 e R$ 4 mil

Concessão de até R$ 29.000 para dar entrada no imóvel, com apenas 5% de juros ao ano.

Entre R$ 4 mil e R$ 7 mil

Sem direito a subsídios do Governo para dar de entrada no valor do imóvel, mas pode conseguir descontos no seguro do financiamento e uma taxa de juros menor do que a de outros bancos.

 

Quais são os limites de valor financiável pelo MCMV?

Se você se enquadra nos últimos casos citados, para fazer a inscrição no programa Minha Casa Minha Vida, deve se dirigir até uma agência da Caixa Econômica e solicitar uma simulação de financiamento.

Ou, se preferir, pode ir diretamente em uma construtora que participe do programa. Porém, não se esqueça que o imóvel não deve ultrapassar o valor máximo permitido. O limite do valor do imóvel varia de acordo com a cidade. A seguir, veja alguns exemplos:

  • estados do Norte e Nordeste — até R$ 130 mil;
  • na região metropolitana de São Paulo, Distrito Federal e no Rio de Janeiro — até R$ 145 mil;
  • na região metropolitana do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santos e Minas Gerais — até R$ 140 mil;
  • no Centro-oeste (com exceção do Distrito Federal) — até R$ 135 mil.

 

Como fazer a inscrição no Minha Casa Minha Vida?

Para fazer a inscrição no Minha Casa Minha Vida, você precisa procurar a prefeitura municipal de sua cidade e se cadastrar no programa. Se for aprovado, poderá se mudar para o imóvel em até 30 dias após a assinatura do contrato.

Lembrando que, assim que você conseguir a liberação do benefício, precisa cumprir com algumas obrigações para não perder o direito, como:

  • morar no imóvel;
  • pagar o financiamento em dia;
  • pagar o IPTU, contas de consumo e condomínio em dia.

Agora que você já sabe em qual categoria do Minha Casa Minha Vida você se encaixa, que tal conhecer os imóveis que a EMCCAMP tem e que se enquadram no programa?