gato em apartamento
14 abr 2020

Animais de estimação em apartamento: riscos e cuidados a tomar

Compartilhe:

Ter animais de estimação em apartamento é o desejo de milhares de pessoas.

Para você ter uma ideia, no Brasil, 44,3% dos domicílios possuem ao menos um cachorro e 17,7% possuem ao menos um gato. Das moradias que não possuem animais de estimação, 100% têm o desejo de tê-los. É o que aponta uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP).

Esse desejo tem levado muita gente a se questionar sobre aspectos como qual tipo de bichinho de estimação é permitido ter; qual é o animal de estimação ideal de acordo com o tamanho do espaço disponível — para que ele tenha uma vida feliz e saudável; e quais são as responsabilidades legais com base nas regras do condomínio, entre outros fatores importantes.

Sendo assim, se você mora em apartamento ou está prestes a se mudar, continue a leitura deste conteúdo. Aqui, você saber quais os riscos e cuidados estão atribuídos a ter animais de estimação em apartamento. Confira!

 

Quais animais de estimação em apartamento são permitidos?

Para que você tenha mais facilidade na hora de tomar a decisão sobre qual bichinho escolher, separamos uma lista como os principais animais de estimação em apartamento, não apenas permitidos, mas também que melhor se adaptam a espaços pequenos.

Entre eles, podemos citar:

  • cachorro — o porte deve variar de acordo com o espaço do apartamento;
  • gato;
  • pássaros;
  • hamster;
  • rato;
  • coelho;
  • chinchila;
  • porquinho-da-Índia;
  • furão;
  • cobra — em aquários especiais;
  • tartaruga;
  • pequenos répteis — lagartos, iguanas, etc.

 

Animais de estimação em apartamento: lei

Com base no Artigo , XXII, da Constituição Federal — que é a maior lei do Brasil — a permanência de animais no interior dos apartamentos não pode ser proibida por nenhuma convenção de condomínio, já que estaria violando os direitos de propriedade.

Sendo assim, desde que o animal não atrapalhe o sossego ou ofereça risco à segurança ou saúde dos demais moradores, sua permanência é permitida por lei. Isto é, o síndico ou qualquer morador não tem o direito de proibir a permanência de animais de estimação em apartamento.

Porém, é importante destacar que as convenções de condomínio podem estabelecer regras na forma como o animal é mantido nas áreas de uso comum, definindo, por exemplo, que deve circular com guia nas áreas de lazer ou que só pode ser transportado no elevador de serviço.

Lembrando, mais uma vez, ele não pode ficar latindo ou miando a noite inteira, causando incômodo aos vizinhos, e se for agressivo, deve circular com focinheira nas áreas comuns. Além disso, é importante sempre levar um saquinho para recolher as fezes do animal.

 

Qual melhor animal de estimação para apartamento?

Para não nos estendermos muito, separamos apenas as informações sobre os animais de estimação em apartamento mais comuns em termos de facilidade para cuidar, convivência e conveniência.

 

Animais de estimação em apartamento: gato

Sua natureza independente e a facilidade em se adaptar a ambientes pequenos são os fatores que tornam o gato um dos animais mais fáceis de ter apartamentos.

O fato de cada gato ter uma “personalidade” própria, permite que você crie o animal de acordo com seu estilo de vida.

Lembrando que, apesar dos felinos serem independentes, existem cuidados básicos para criá-los de maneira saudável, como manter seus potinhos sempre com ração nova e água fresca, pois são exigentes a ponto de não se alimentarem se não for feita a troca algumas vezes por dia.

 

Animais de estimação em apartamento: hamster

Por serem animais pequenos, hamsters são ideais para apartamentos menores, além do fato de ser muito simples cuidar desses bichinhos.

Os cuidados diários que exigem tomam pouco de seu tempo, no entanto é preciso manter a jaula do animal sempre higienizada para evitar que ele contraia doenças e com atrativos para ele que não fique estressado.

Lembrando que a expectativa de vida deste animalzinho é de dois a quatro anos, dependendo da raça.

 

Animais de estimação em apartamento: cachorro

Por fim, o melhor amigo do humano. Se você quer ter uma verdadeira companhia, sem dúvida essa é a melhor alternativa, pois os cães se adaptam facilmente ao ambiente doméstico e trazem muito alegria para o lar.

Porém, é preciso considerar o tamanho do apartamento para escolher o porte de cachorro ideal, saber que será preciso educá-lo  para que respeite as regras da casa, tirar pelo menos um momento do dia para levá-lo para passear (para gastar energia e fazer suas necessidades fora do apartamento).

Não tenha dúvida de que esse animal proporcionará momentos de muita felicidade para você e sua família, tornando-se um companheiro para boa parte de sua vida.

Agora que você já conhece os riscos e cuidados a tomar em relação aos animais de estimação no seu apartamento, confira alguns erros a evitar na compra do seu imóvel!