18 fev 2021

5 plantas que você não deve ter em apartamento

Compartilhe:

Não é a primeira vez que falamos das plantas aqui no blog da Emccamp. 

E isso é bem lógico, um campo tão vasto de conhecimento precisa de várias aproximações para você entender tudo o que é preciso saber na hora de escolher plantas para apartamento. 

Já falamos das plantas mais resistentes para apartamento, onde mostramos quais são as espécies que não vão desistir de acompanhar sua vida tão fácil e aguentam até quem não tem muito tempo para estar sempre regando.

Também fomos além das plantas e mostramos como você pode fazer um lindo jardim no seu apartamento de forma simples, econômica e ainda assim criar um lindo espaço com muito verde. 

E para ampliar ainda mais os seus conhecimentos sobre as plantas, chegou a hora de falar do outro lado da natureza, não só do florido, perfumado e cheio de cores. 

Sim, há plantas que nem sempre são boas para ter no seu apê. Igualmente, lembramos: isso não é uma determinação, existem espécies que podem ser prejudiciais à nossa saúde, se alguns cuidados ou condições não forem respeitadas. 

Quer saber quais são as plantas que você não deve ter em um apartamento? Siga conosco e descubra!

Nem tudo são flores

Nem toda planta é muito “legal” para nós, seres humanos. O reino vegetal está repleto de espécies que contêm substâncias altamente tóxicas para nós, e em alguns casos, até mesmo fatais.

De uma simples irritação na pele até mesmo uma intoxicação, existem plantas que são capazes de causar dano se somente encostarmos nelas. Por isso, fizemos uma pequena lista das plantas que você não deve ter no seu apartamento, ou que precisa pensar direitinho se realmente pode ter. 

01# Comigo-ninguém-pode

Essa deve ser a planta mais famosa por ser tóxica, entre as espécies que costumamos ver nas cidades aqui no Brasil. 

Começamos pela comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia seguine) porque se você tiver pets ou crianças em casa, ela pode ser realmente uma ameaça

Isso acontece porque essa planta tem pequenos cristais de oxalato de cálcio na superfície em forma de pequenas agulhas. Este  formato de cristal é chamado de ráfide e se chega a tocar a boca, causa irritação. Sendo ingerido, pode causar asfixia e edema na região da garganta, e até mesmo o falecimento da pessoa. 

Por outro lado, como elas são lindas! Com suas folhas vistosas e brilhantes são capazes de encher sua casa de tons de verde, com sua folhagem totalmente verde ou manchada (algumas variedades têm partes da folha despigmentada). 

Pense bem antes de levar uma dessas para casa. Lembre-se que há um risco para a sua saúde e da sua família. 

#02 Beladona

Tão tóxica quanto frondosa, a beladona já é uma antiga conhecida da humanidade pelas suas propriedades medicinais. 

Ao mesmo tempo em que ela pode ser muito útil para o tratamento de problemas digestivos e alguns tipos de cólicas, tem propriedades anti-inflamatórias  e até mesmo pode tratar distúrbios neurológicos. 

Definitivamente a beladona é uma das plantas que você não deve ter no seu apartamento quando o assunto é decoração de ambientes, principalmente se você morar em um apartamento pequeno

Por quê? Porque a beladona, apesar de linda, tem um componente muito tóxico, principalmente em suas folhas e frutos, os alcalóides. 

De fato, os alcalóides estão em várias plantas, mas na beladona a concentração é maior, principalmente nas partes aéreas da planta. Se um adulto ingerir mais do que cinco bagas (pequenos frutos negros da  planta) já pode provocar o coma ou até a morte. 

#03 Oleandro (espirradeira)

Essa planta, que tem origem no mediterrâneo, ao norte da África, percorreu um longo caminho até chegar ao Brasil. 

E apesar de suas contraindicações, por aqui, é comum vê-la ornamentando jardins com suas flores brancas, rosadas ou vermelhas. De fácil reprodução (com um galho, já se pode criar outra planta), ainda é resistente e não é tão afetada por altas temperaturas ou baixa umidade. 

Acontece basicamente, que toda a planta é tóxica. A oleandrina e a neriantina, presentes em enormes quantidades na espirradeira, estão tão concentradas nas folhas que a ingestão de somente uma pode chegar a matar um ser humano adulto.

Bastante contraindicada, caso você tenha filhos pequenos ou animais domésticos.

#04 Hortência

Quem nunca viu aqueles giradores de entradas de cidades no sul (ou pelo menos em fotos) repletos de plantas com buquês enormes, com variedades de azuis, tons de rosa e até roxos?

Pois bem, a hortênsia é uma das plantas preferidas de muitos paisagistas para dar aquele tom de alegria em alguns espaços. 

Mas, como nem tudo é perfeito, dentro de cada uma de suas folhas e flores há uma grande concentração de umbeliferona, também conhecida como hidrangina. Esse glicosídeo, que pode ser até diurético, em grandes quantidades, tem efeitos muito parecidos ao do cianeto, um conhecido veneno. 

Como em outros casos, o perigo real está mais associado à ingestão de partes da planta. Não que isso seja um perigo eminente, mas, como dissemos antes, se você tem a oportunidade de usar tantos outros tipos de plantas, não é necessário correr o risco.

#05 Philodendron

O Philodendron costuma ser muito usado para decorar ambientes de todos os tipos, inclusive os apartamentos. Com suas folhas grandes e bastante vistosas, ele chama a atenção e combina perfeitamente com decorações minimalistas ou jardins internos.

Mas acontece que o Philodendron possui um bulbo tóxico. A seiva da planta pode causar irritação e alergia a quem a toca. E quando se trata de apartamento, é praticamente impossível deixarmos ele em um local protegido, que não coloque em risco uma criança ou pessoa desavisada.

Nesse sentido, o melhor é não ter o Philodendron no seu apartamento. Prefira outros tipos de folhagens, como a palmeira e a jiboia.

Ter plantas em casa é ótimo. Colabora com a decoração, deixa o ambiente mais alegre e até mesmo distrai quem gosta de cuidar delas.

Qualquer pessoa que se dedique a ter um pequeno jardim no apartamento, ou mesmo jarros com algumas plantas espalhadas pela casa, sabe que cada uma tem suas necessidades e características próprias. Por isso, é importante conhecer cada planta antes de comprá-la.

Viu como o mundo das plantas pode ser fascinante e perigoso ao mesmo tempo? É bem importante estar atento ao que cada planta traz de bom para sua casa, mas é mais importante ainda saber se ela tem algum potencial efeito nocivo para as pessoas. 

Gostou deste post? Continue acompanhando o blog da Emccamp e conheça outras dicas que vão deixar seu apartamento novo com uma decoração incrível!