Saiba como funciona a composição de renda para financiamento de imóvel
09 jun 2021

Saiba como funciona a composição de renda para financiamento de imóvel

Compartilhe:

A composição de renda é uma ótima possibilidade para quem procura financiar um imóvel com o valor mais alto ou acima da sua renda individual. Por isso, resolvemos explicar todos os detalhes sobre essa possibilidade para que você esteja mais próximo de conquistar o seu novo apê. Leia a seguir!

O que é composição de renda?

A composição de renda permite que duas ou mais pessoas consigam financiar um imóvel em conjunto. Eventualmente, em determinadas instituições bancárias, é preciso apresentar um vínculo parental ou conjugal, porém, outros bancos podem funcionar de forma diferente, aceitando pessoas sem nenhum desses vínculos citados.

Além disso, queremos lembrar que, a partir do momento que a dívida do imóvel é quitada pelos financiadores, a residência passa a ser propriedade compartilhada de todos os envolvidos no financiamento.

Como funciona?

Para realizar o financiamento no nome de duas ou mais pessoas, é necessário pesquisar um banco que viabilize a composição de renda. Em seguida, será necessário que vocês entendam as regras e as restrições da instituição bancária.

Em seguida, o banco irá analisar o crédito individual de cada comprador, com a finalidade de entender a renda, o histórico de pagamento, dentre outras informações do titular. Então, se a aprovação ocorrer, a prestação do financiamento será equivalente a 30% da renda de cada comprador incluso no contrato.

Com quem posso juntar renda para um financiamento de imóvel?

Geralmente, a maioria das instituições bancárias aceitam a composição de renda de:

  • Namorados ou cônjuges;
  • Irmãos, amigos e primos;
  • Pais, filhos e sogros;
  • Padrasto, madrasta e enteada.

Atenção: é muito importante que você pesquise as condições do banco para realizar a composição de renda com tranquilidade e segurança, sem surpresas durante o processo!

Quais são as vantagens?

Existem algumas vantagens ao adquirir um imóvel por meio da composição de renda. A seguir, vamos destacar os benefícios mais atrativos deste modelo de financiamento:

  1. Imóvel próprio e completo

A possibilidade de adquirir um imóvel maior, melhor localizado e com as características que os financiadores sempre sonharam é mais fácil e possível. Isso porque a junção de rendas permite que os compradores consigam cobrir o valor de uma parcela maior.

  1. Utilização do FGTS

Todas as pessoas que participam da composição de renda de um imóvel podem utilizar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para quitar as parcelas ou para dar entrada no financiamento. 

  1. Mais rapidez na quitação da dívida

Com mais pessoas responsáveis pela quitação do financiamento, o tempo de quitação da dívida pode ser menor, se comparado com o tempo que um único contratante levaria para quitar o financiamento por completo.

Como separar a composição de renda?

É possível que possa acontecer alguma adversidade com os participantes da composição de renda, como um divórcio ou um desacordo, durante a vigência do contrato. Devido a isso, o contratante que deseja continuar com a quitação do financiamento precisa comunicar ao banco a situação, além de formalizar em um novo contrato a sua responsabilidade individual com o financiamento do imóvel.

Entretanto, quando ocorrem mudanças na composição de renda, a instituição bancária deverá realizar novamente a renda individual do participante, ou dos participantes restantes.

Esperamos que este conteúdo tenha sanado todas as suas dúvidas sobre o tema! Quer conhecer outros financiamentos imobiliários disponíveis no mercado? Clique aqui e confira nosso conteúdo.