31 dez 2020

Apartamento no primeiro andar é mais barato? Descubra!

Compartilhe:

Na hora de comprar um apartamento, muitas questões devem ser levadas em consideração. E uma delas é a posição da sua unidade dentro do conjunto habitacional.

Há quem prefira os apartamentos nos andares mais altos, devido ao isolamento acústico e uma vista mais privilegiada. Mas há, também, quem prefira um apartamento no primeiro andar.

E neste caso, existe uma vantagem: o preço mais em conta. Mas o que faz do apartamento no primeiro andar mais barato? É o que veremos neste post. Continue a leitura!

De onde vem o preço mais baixo?

Na hora de pesquisar, você vai ver que a diferença entre o preço dos apartamentos no primeiro andar e os outros pode chegar a até 15%.  Em grande parte, isso se explica em função de questões relacionadas a eventuais problemas na infraestrutura.

Por exemplo, as infiltrações são mais comuns nos apartamentos mais baixos, e não só nas unidades do primeiro andar. Isso acontece porque as tubulações inferiores sofrem mais pressão da coluna de água do edifício. Quanto mais alto o prédio, mais pressão nos níveis mais baixos. 

Como consequência, as conexões e os canos podem apresentar mais fissuras com o passar dos anos. Porém, esse é um problema mais associado a edifícios antigos, que possuem tubulações mais velhas e canos com menos tecnologia do que os que se usam atualmente. 

Outra questão que está muito associada aos apartamentos mais baixos é a exposição ao ruído. Ao estar mais próximo da rua, os moradores escutam mais o movimento tanto de carros como de pessoas, principalmente durante o dia e os horários de pico.

Por outro lado, os imóveis mais novos já são construídos pensando em minimizar este tipo de inconveniente. Seja construindo paredes mais grossas ou instalando janelas com vidro duplo, é muito mais fácil se isolar do ruído hoje em dia do que nos prédios mais velhos. 

Por último, podemos citar a privacidade. Como estão em pisos mais baixos, é mais fácil que o interior do apartamento possa ser visto de outras construções que estejam nas proximidades. Tudo depende muito também de como a construtora orienta os prédios, ou seja, para que lado eles são construídos. 

As vantagens de morar no primeiro andar

Basicamente, vimos três questões que podem influenciar negativamente tanto no valor como na rotina de quem escolhe um apartamento no primeiro andar para morar. Mas, que tal relativizarmos um pouco cada um destes pontos?

O primeiro, as infiltrações, tem sido contornado pelo uso de canos e tubulações com maior capacidade e resistência à pressão. O segundo, o ruído, também tem sido amenizado pela tecnologia construtiva, com materiais de isolamento acústico. 

Com relação à privacidade, vamos falar a verdade: hoje em dia, os apartamentos de baixo estão praticamente tão expostos como os dos andares de cima, em função do adensamento construtivo das cidades. E esse problema pode ser resolvido com vidros fumê, por exemplo, ou películas que impedem a visualização de fora para dentro.

Agora que já resolvemos as principais objeções à escolha de um apartamento no primeiro andar, que tal vermos as vantagens desse tipo de imóvel?

#1 Proximidade de árvores e espaços verdes

Em primeiro lugar, pode ser que você não tenha a melhor vista, mas morar no primeiro andar permite que você esteja mais perto da vegetação. Principalmente quando você opta por um apartamento em um bairro planejado, que costuma ter extensas áreas verdes e separação entre os edifícios. 

#02 Locomoção acessível

Quem mora no primeiro andar tem muito mais facilidade de locomoção. Subir e descer não toma tempo. E, principalmente em edifícios sem elevador, chegar aos andares mais altos pode ser cansativo quando o morador tem que ir pela escada.

Para quem tem família e sabe da importância de brincar com os filhos, é muito mais fácil se deslocar até as áreas de lazer. Inclusive, morando no primeiro andar, você pode ficar de olho nas crianças da sua própria janela e mantém muito mais o controle sobre a meninada. 

E apesar de não ser algo que se faça com frequência, na hora de se mudar, levar todos os móveis para um apartamento mais baixo é bem mais fácil, mesmo quando você tiver que subir ou baixar móveis pela janela. 

#03 Preço

Como dissemos no começo do artigo, a variação de preços entre um apartamento no primeiro andar e nos outros do mesmo edifício pode ser bastante representativa. Quando falamos de 15% no valor de um imóvel, fica mais fácil até quitar o financiamento alguns anos antes.

Além disso, já que um apartamento no primeiro andar é mais barato, isso permite que você tenha acesso inclusive a imóveis em melhores bairros do que os que você poderia comprar se fosse procurar alguma unidade em andares mais altos.

#04 Oportunidade de venda ou locação 

Ainda falando em finanças, na hora de alugar ou revender o imóvel, os apartamentos no primeiro andar são negociados com mais facilidade, já que os valores acabam chamando a atenção de interessados que buscam opções mais em conta.

Desse modo, o apartamento térreo acaba sendo também um ótimo negócio para quem deseja adquirir imóveis para investir.

#05 Mais espaço

Muitos apartamentos no primeiro andar possuem mais área útil do que os de andares mais altos. Isso porque eles têm acesso a pequenos jardins ou mesmo garagens próprias

Varandas mais espaçosas são outro benefício de se morar no andar térreo, assim como a facilidade de receber encomendas e visitas sem precisar subir e descer escadarias. 

Entendeu melhor porque os apartamentos no primeiro andar saem mais barato? Mesmo assim, na hora de comprar seu apartamento dos sonhos, não leve em consideração apenas o preço.

Existem outros critérios que devem ser avaliados antes de você fechar o negócio, como condições do financiamento, facilidade de quitar o apartamento em menos tempo e a localização do imóvel.

E por falar em localização, você já ouviu falar em bairro planejado? Entenda esse conceito e escolha melhor seu próximo apartamento novo!