5 passos para economizar dinheiro

FONTE: -A +A
COMPARTILHAR:

Economia financeira

Economizar é um objetivo muito comum, mas são poucos os que sabem como fazê-lo de forma eficiente!

Quitar as dívidas e ainda fazer um pé de meia pode ser muito mais simples do que parece. Veja só as dicas que separamos para você aprender a economizar de forma simples e tranquila.

1 – Planejamento:

Planeje suas finanças! Reflita sobre suas dívidas, cheque-especial, cartão de crédito, mensalidades de um curso, financiamentos atrasados etc. Programe uma forma de solucionar cada dívida e dê prioridade às mais caras.

O planejamento deve ser SIMPLES e é fundamental que tenha:

  • Um objetivo – quanto é preciso juntar e em quanto tempo
  • Data certa para início – data para colocar em prática o início das ações
  • Indicação de ação – como as ações serão desenvolvidas

As tarefas devem ser tangíveis, ou seja, deve ser possível executá-las. Por exemplo: “pagar o cartão de crédito”, “negociar a dívida no supermercado”, “retirar o limite do cheque especial”.

2 – Adaptação ao novo cenário:

Sempre que um planejamento financeiro começa, uma das metas é a redução de gastos. Por esse motivo é preciso se adaptar a uma nova forma de consumir conscientemente.

Para isso, é preciso pensar em uma rotina com menos gastos. Além do mais, é interessante descobrir outras formas de renda, como trabalhos freelancer ou temporários, pois eles podem ajudar a quitar suas dívidas.

Corte o gasto com coisas supérfluas, como roupas e acessórios desnecessários. Você também pode reduzir os gastos com diversão, afinal não é preciso ser o “rei do camarote” para se divertir em uma festa. Diminuir as idas ao cinema assistindo filmes em casa, procurar atrações culturais gratuitas, fazer passeios em parques são opções de diversão mais em conta. Outra dica é economizar durante as refeições levando sua comida para o trabalho.

Faça essas pequenas mudanças e veja quanto você vai economizar!

3 – Registre seus gastos:

Seja uma parcela do financiamento de um automóvel ou um salgado na esquina, nada deve fugir da ponta do lápis!

Registre todos os seus gastos. Se você comer um pão de queijo de R$ 2,00 no café da manhã, todas as manhãs, gastará R$ 60,00 ao longo de um mês. Imagine deixar de registrar esses gastos?

“Mas pelas minhas contas devia ter R$60 a mais, o que aconteceu?”

Já se pegou encabulado com seus registros falando algo desse tipo? São situações assim que atrapalham os planejamentos e deixam o registro ineficiente. Anote tudo em uma planilha bem organizada* e tenha mais controle sobre seus gastos!

4 – Quando negociar? Sempre!

O Brasil está em crise! Se você está com problemas, saiba que não está sozinho. Aproveite a situação e negocie suas dívidas, as empresas querem receber para fazer o mercado girar.

Com o país em uma situação dessas é mais simples conseguir negociar as dívidas.

Analise, também,  se o empréstimo é uma boa saída para você. Os juros podem ser menores que os de um parcelamento de dívida e é preciso saber todos os detalhes para escolher a melhor opção.

5 – Pense diferente!

Você não precisa se isolar do mundo só por estar economizando. Opte por passeios mais baratos e atrações gratuitas da sua cidade: teatros e orquestras ao ar livre, praças, parques ecológicos, exposições, shows etc. São muitas opções, basta você estar disposto!

Para se manter estimulado, pense em cada conquista! Não desanime pensando nas contas que ainda deve pagar. Apenas comemore cada vitória alcançada: um cartão de crédito quitado, o fim de um financiamento, o pagamento de uma dívida etc. Lembre-se: um passo de cada vez!

COMPARTILHAR:

COMENTÁRIOS:

E ai, o que achou?
Deixe o seu comentário!